High Scope será uma boa aposta ?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

High Scope será uma boa aposta ?

Mensagem  ananunes em Qui Fev 14, 2008 11:11 am


As caracteristicas mais positivas que retiro deste modelo.
Já que não me integro em nenhum em especial...

Segundo este modelo curricular, as crianças aprendem melhor num ambiente apelativo, onde autonomamente possam fazer as suas escolhas. E na minha opinião, as crianças deveram sempre participar da organização, das regras, das solução aos prolemas, das tarefas, ..., da sala onde se encontram.
Acho que mesmo em crianças muito pequenas, o facto de lhes darmos a possibilidade de escolha possibilita tarmos a dar imporância às suas preferências, mesmo que seja um "não sei" ou então "decide tu".
Desde tenrra idade que as crianças começam a dizer aos pais que querem aquele brinquedo, que querem vstir aquela roupa, que não gostam daquela comida, ..., por isso acho relevante darmos às crianças a oportunidade de dicidirem o que realmente queremos resolver.
Em conjunto, a reflexão do que será melhor para o grupo, será mais vantajoso para o grupo, como também em particular para cada criança.
Outra das características é o modo como a sala está disposta, estando esta dividida em áreas de trabalho distintas que correspondem às áreas de interesse das crianças.
Nomeadamente os cantinhos dentro da própria sala, porque por vezes não existem tantas salas quanto seria essencial existir para um maior mecanismo, a interacção que se poderá executar faz com que as crianças interagem entre si na mesma área em diferentes cantinhos, por exemplo o cantinho da marceneiro em que a criança se magoa e vai ao cantinho do médico se tratar e no final vai para o cantinho da casinha para descansar do longo dia que teve. Smile
Nisto, porque na minha opinião devem sugir acontecimentos sequênciais, que elas próprias possam seguir e compreender o que se está a desenvolver, que neste caso é saber viver em sociedade e perceber que todos somos importantes seja qual for a nossa profissão.
Ao mesmo tempo juntamente com as crianças de modo a proporcionarem situações de aprendizagem activa, onde são colocados propostas e obstáculos no desenrolar da brincadeira/aprendizagem activa.
avatar
ananunes

Mensagens : 4
Data de inscrição : 14/02/2008
Localização : Porto - Paredes - Duas Igrejas

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

High Scope

Mensagem  Cátia em Sab Fev 23, 2008 6:16 am

Concordo com a opinião da Ana no que diz respeito às aprendizagens construtivas e activas que as crianças fazem através da sua participação na construção do seu processo de aprendizagem e na organização do ambiente que as rodeia. Neste tipo de ambiente a criança naturalmente participa em experiências-chave – actividades – que promovem o desenvolvimento de importantes habilidades e competências. É a criança que constrói o seu próprio conhecimento a partir das experiências-chave que lhe proporcionam.
É importante para as crianças participarem activamente, realizando as suas próprias escolhas, planos e decisões sobre as mais variadas temáticas. Este modelo curricular comporta dois fundamentos principais, o primeiro é que a criança deve estar activamente envolvida aprendizagem e construção do conhecimento a partir da interacção com o mundo que a rodeia, isto é, com pessoas, materiais e ideias. O segundo é que o papel dos adultos que ensinam/orientam e que apoiam as crianças na construção da sua própria compreensão do mundo.
Este modelo tem subjacente, componentes fundamentais que passam por proporcionar à criança quer um ambiente físico estimulante para trabalhar e brincar, quer uma rotina diária consistente.
Os adultos devem relacionar-se com as crianças não como pessoas autoritárias que decidem tudo, mas como amigos e orientadores dando-lhes oportunidades de escolha fomentando a sua progressiva autonomia e liberdade de escolha. Devem apoiar as crianças nas suas actividades, encorajando-as a aproveitar bem as suas próprias capacidades e a encontrar as soluções para os seus problemas. Os adultos ajudam as crianças a discutir as situações pois os conflitos são vistos como oportunidades para as crianças desenvolver em a sua socialização e a aperceberem-se do efeito das suas acções nos outros. Desta forma é importante que se criem estratégias para lidar com estes conflitos sociais.
As crianças têm um desejo natural de perceber o mundo à sua volta e o ambiente os educadores devem estimular essa descoberta de forma espontânea e independente através duma preparação prévia do ambiente de aprendizagem.
Os espaços são organizados em áreas temáticas e os materiais guardados e rotulados com símbolos perceptíveis, ficando totalmente acessíveis às crianças, com vista a serem usados autonomamente.
As crianças precisam de consistência e essa necessidade é apoiada através duma rotina diária que é cuidadosamente planeada que dá às criança a sensação de controlo do seu dia podendo antecipar o que vem a seguir
Esta rotina baseia-se na sequência Planear – Fazer – Rever, em que a criança planeia o que vai fazer, executa, e depois reflecte sobre a sua acção e os resultados alcançados. Este processo ajuda a criança a desenvolver o sentido de responsabilidade e competência que contribui significativamente para a sua auto-estima.
Pelas pesquisas em fóruns que tive oportunidade de visitar, apercebi-me que um vasto leque de Educadoras opta por este modelo curricular. É importante que cada uma delas tenha a sua própria maneira de trabalhar mas nunca se devem esquecer que o mais importante, são as necessidades da criança e dos seus interesses é nesse sentido que toda a intencionalidade educativa deve dar importância.



15 de Fevereiro de 2007[/right]

Cátia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 08/02/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum